“Foi um congresso muito agressivo com uma linguagem muito radicalizada”

Pacheco Pereira destaca a agressividade sentida no congresso do CDS que culminou com a eleição de Francisco Rodrigues dos Santos como novo presidente do partido. O comentador da TVI diz ainda que o CDS foi capturado pela direita que se rege por uma linguagem semelhante há de Donald Trump e realça a vaia de que Pires de Lima foi alvo.

Sobre "21ª Hora"