Governo venezuelano pediu uma explicação oficial a Portugal pelo alegado transporte de explosivos em voo da TAP

O governo venezuelano pediu uma explicação oficial a Portugal por causa do caso do alegado transporte de explosivos a bordo de um avião da TAP.

Esse material foi, alegadamente, transportado por um tio de Juan Guaidó.

O governo de Caracas disse em comunicado que "condena as graves irregularidades” e “exige explicações e a abertura de uma rigorosa investigação".

O mesmo comunicado qualifica ainda como "ligeiras e sem fundamento" as declarações do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, sobre o assunto.

Sobre "Jornal das 8"