Guardas prisionais acusados de agressões em restaurante ficam em liberdade

Tribunal de Sintra condenou quatro guardas prisionais a penas de prisão suspensa, entre um ano e meio e três anos, por agressões a um funcionário e clientes de um restaurante em Mem-Martins,