Há mais de 23 mil empregos que ninguém quer

As ofertas de trabalho que ninguém quer atingiram novos máximos. O IEFP registou mais de 23 mil vagas. Desde 2017 que não havia tantos empregos disponíveis, a maioria na restauração e na construção civil.

O fenómeno pode ser explicado porque há menos imigrantes em Portugal

Sobre "Jornal da Uma"