Há suspeitas de crime na morte do triatleta encontrado em Portalegre

O corpo do atleta desaparecido há mais de um mês foi encontrado em Portalegre, confirmou fonte da Polícia Judiciária à TVI. O cadáver foi localizado a mais de 130 quilómetros de casa e apresentava sinais de violência.

O corpo foi encontrado na sexta-feira numa estrada municipal em Alcórrego, distrito de Portalegre, por um popular que fazia uma caminhada. Apresentava sinais de violência: estava despido, com um saco na cabeça e em avançado estado de decomposição.

As autoridades suspeitam de homicídio e que o corpo terá sido posteriormente deslocado para o caminho de terra batida.

Luís Miguel Grilo, de 50 anos, atleta amador e engenheiro informático, foi visto pela última vez a 16 julho por volta das 16:30, quando saiu de casa para um treino.

O alerta de desaparecimento tinha sido dado pela mulher. O telemóvel do atleta acabou por ser localizado a seis quilómetros de casa, dias depois, mas já estava desligado. Após vários dias de buscas, a GNR deu as operações como concluídas.

A investigação passou agora para a Polícia Judiciária por haver suspeitas de crime.