Homem morreu após 5 horas de espera na urgência

A Entidade Reguladora da Saúde apontou falhas ao Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro após a morte de um utente que ficou quase cinco horas à espera de ser assistido no serviço de urgência do hospital de Lamego.

Na deliberação, o regulador afirma que os cuidados de saúde não foram prestados em tempo útil ao homem de 65 anos, que acabou por sofrer uma paragem cardíaca.

Sobre "Jornal da Uma"