Hospital de Évora discorda das conclusões de auditoria do Tribunal de Contas

O Hospital de Évora nomeou administradores que não reuniam os requisitos legais para o cargo e também fez pagamentos indevidos a médicos com funções de chefia.

As conclusões são do Tribunal de Contas, num parecer que o hospital contesta. 

Sobre "Jornal das 8"