IGAI garante estar "atenta" a movimentos de extrema-direita na polícia portuguesa

A inspetora-geral da Administração Interna afirmou hoje, no Parlamento, não ter informação sobre se a extrema-direita e radicalização estão infiltrados na polícia portuguesa, mas garante que está atenta. Anabela Cabral Ferreira explicou, no entanto, que estes movimentos não têm rosto, e, também por isso, são preocupantes.

Sobre "Jornal 24"