Imigrantes no Zmar: “Andam de um lado para outro ao sabor de interesses. Não é correto”

O Supremo Tribunal Administrativo suspendeu a requisição civil do Zmar decretada pelo Governo, no âmbito da providência cautelar interposta pelos proprietários, sabe a TVI. 

O advogado João Massano acredita que a decisão tem um efeito provisório e imediato, mas lembra que não se podem tratar os imigrantes como objetos.

Sobre "Os Qu4tro"