Injeção de 1.200 milhões de euros do Estado na TAP está suspensa

O Governo está impedido de avançar com o dinheiro até à decisão do Supremo Tribunal Administrativo que aceitou a providência cautelar interposta pela Associação Comercial do Porto.

Antes de ser conhecida esta informação, o presidente executivo da companhia aérea, Antonaldo Neves, criticou as duras exigências de Bruxelas para este auxílio urgente causado pelos efeitos da pandemia.

Sobre "Jornal das 8"