Ação da polícia em protesto de mulheres criticada

Centenas de pessoas manifestaram-se em frente ao Parlamento britânico e ao gabinete do primeiro-ministro.
Um protesto contra o uso de violência por parte da polícia para interromper uma vigília em homenagem a Sarah Everard, a mulher de 33 anos raptada e assassinada quando regressava a casa a pé, na capital britânica.