"Autodeterminação não é crime"

Em Madrid, milhares de pessoas marcharam pela independência da Catalunha e contra o histórico julgamento de 12 dirigentes catalães que decorre desde fevereiro no Supremo Tribunal de Espanha. Cinco centenas de polícias acompanharam a manifestação, temendo as autoridades a presença de radicais de extrema-direita.