Bolívia: nova presidente interina garante que terminaram as perseguições

Terminou o vazio de poder na Bolívia: há uma nova presidente, que ocupará o cargo até à convocação de novas eleições, um novo governo e novas chefias militares.

No discurso, a presidente interina Jeanine Añez garante que "terminaram as perseguições e a intimidação na Bolívia".

Já Evo Morales, no exílio, afirma que "este é um problema de classes"

Sobre "Jornal da Uma"