Bolsonaro não se opõe à divulgação de vídeo polémico de reunião governamental

Jair Bolsonaro é um presidente em crise, não só pelo desafio da pandemia, mas também pela acusação de interferência política na Polícia Federal, feita pelo ex-ministro da justiça, Sergio Moro.

A investigação ao caso centra-se agora no vídeo da reunião do conselho de ministros de 22 de abril. Nessa reunião, Bolsonaro terá ameaçado demitir Moro se não pudesse trocar chefias naquele corpo de polícia

Sobre "Jornal das 8"