Cessar-fogo em Gaza: “O mais importante terá sido a pressão de Biden sobre Netanyahu”

O Gabinete de Segurança de Israel aprovou esta quinta-feira um acordo para chegar a tréguas com o Hamas na Faixa de Gaza, onze dias depois do início dos confrontos que já fizeram mais de 230 mortos.

Luís Costa Ribas, correspondente da TVI nos Estados Unidos, explica que a imprensa norte-americana garante que a pressão de Joe Biden sobre Benjamin Netanyahu foi o fator decisivo para um cessar-fogo entre Israel e o Hamas.

Sobre "Jornal das 8"