Covid-19: Amnistia Internacional quer responsabilizar governos pela morte de profissionais de saúde

A amnistia internacional quer responsabilizar os governos pelas mortes por Covid-19 de profissionais de saúde e de áreas essenciais que não tiveram acesso a equipamento de proteção.

De acordo com um relatório da organização, mais de 3.000 profissionais de saúde morreram em todo o mundo devido à falta de proteção contra o novo coronavírus.

Sobre "Jornal da Uma"