Crise política em Israel agrava-se depois das acusações a Benjamin Netanyahu

Israel está a braços com uma crise política profunda, que se agravou depois de na quinta-feira Benjamin Netanyahu ter sido acusado de suborno, fraude e abuso de confiança em três casos de corrupção.

Apesar disso, o primeiro-ministro recusa demitir-se e diz que foi vítima de uma tentativa de golpe de Estado e de uma caça às bruxas, exigindo que se investiguem os investigadores.

Sobre "Jornal das 8"