Draghi sai de cena com sentimento de dever cumprido

Está a acabar o mandato um dos homens mais determinantes na crise do euro. Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu, vai ser substituido por Christine Lagarde, ex-diretora do FMI.

A mudança está agendada para 1 de novembro, mas a despedida foi hoje, marcada por um sentimento de dever cumprido.

Sobre "Jornal das 8"