Novo surto atinge a República Democrática do Congo. Já morreram mais de 1.600 pessoas em apenas um ano.