Eleições na Venezuela condenadas pela comunidade internacional

Nicolás Maduro foi reeleito para um novo mandato de seis anos como presidente da Venezuela. Mas mais de metade dos eleitores não foram votar. As principais forças da oposição boicotaram as presidenciais, já condenadas por grande parte da comunidade internacional e consideradas uma farsa pelos Estados Unidos.