Ainda não foi desta que Pedro Sánchez recebeu luz verde do parlamento, para formar governo. Na votação, que decorreu esta terça-feira, o líder socialista ficou muito aquém da maioria absoluta que necessitava. O Podemos, com quem os socialistas negoceiam uma coligação, absteve-se.