Estudante fica cega de um olho no protesto dos coletes amarelos em Paris

Após mais um dia de violência na capital, o presidente Emmanuel Macron recebe na segunda-feira os parceiros sociais e fala ao país. O palácio do Eliseu fez saber que Macron vai anunciar medidas concretas e imediatas para tentar acalmar o movimento de protesto. O presidente atravessa a maior crise do seu mandato, desde que foi eleito em maio do ano passado. As sondagens indicam que tem o apoio de apenas um quinto dos franceses.