Boris Johnson é acusado de mentir durante a campanha sobre o Brexit. A afirmação de que os britânicos pagavam 350 milhões de libras por semana a Bruxelas era mentira, diz a acusação.