De acordo com a imprensa japonesa, quando foi detido, o homem, de 41 anos, assumiu ter ateado o fogo e deu a entender que o fez por vingança. Acusa os estúdios de se terem apropriado injustamente de um livro escrito por ele.