Guaidó vive as horas mais tensas e violentas desde se autoproclamou presidente interino

Ao longo destes meses, Guaidó apelou sempre às Forças Armadas para que retirassem o poder a Nicolás Maduro e esta terça-feira em Caracas arrancou com a expectativa de que o chefe da oposição ao regime teria mesmo os soldados militares com ele, pelo menos os da base aérea de La Carlota, na capital.