Hillary Clinton reconhece que não devia ter usado e-mail pessoal para assuntos oficiais

Antiga primeira-dama garantiu, no entanto, que cumpriu as regras de segurança, ao entregar ao governo todos os e-mails potencialmente relacionados com trabalho