Hong Kong: líder dos protestos de 2014 pede demissão de Carrie Lam

Ao fim de 3 dias de manifestações em massa em Hong Kong foi libertado da prisão um dos rostos pró-democracia dos protestos de 2014. À semelhança dos 2 milhões de pessoas que saíram às ruas, pede a demissão da chefe do Executivo do território.