Itália pode ser o primeiro país ocidental em democracia governado pela extrema-direita

A política italiana mergulhou numa crise. Os senadores devem votar esta terça-feira os próximos passos a dar, depois de o ministro do Interior e líder da Liga ter desfeito a coligação governamental. 

Em cima da mesa, a votação de uma moção de censura ao primeiro-ministro Giuseppe Conte, apresentada por Matteo Salvini, que até há pouco tempo o apoiou.

Agora, Salvini defende que o país deve ter eleições antecipadas, um cenário que, a confirmar-se, pode transformar Itália no primeiro país ocidental em democracia a ser governado exclusivamente pela extrema-diireita.