Um portal de investigação identificou dezenas de jantares em que foram servidos lagosta, champanhe e vinhos de mais de 500 euros a garrafa. Tudo para amigos de François De Rugy e tudo pago pelos contribuintes, como também foi o caso das obras de remodelação da sua residência oficial, que custaram 63 mil euros.