Presidente catalão condena "violência irracional" da polícia

Carles Puigdemont, presidente do governo catalão, critica ações da polícia contra manifestantes e cidadãos que pretendem participar no referendo sobre a independência, considerado ilegal á luz da Constituição espanhola