Presidente sírio foi o último a reagir ao ataque

Bashar al-Assad diz estar ainda mais "determinado" para combater o terrorismo na Síria