PSOE venceu, mas vai ter dificuldades em formar governo com maioria

Madrid acordou sob uma dupla fria constatação: a extrema-direita que até há sete meses nem sequer estava no parlamento espanhol tornou-se a terceira força política. Além disso, Pedro Sánchez ganhou, mas não suficientemente para governar sozinho