Donald Trump volta às bocas do mundo por uma nova gafe. Desta vez, foi na Casa Branca durante um encontro com sobreviventes de perseguição religiosa. Nadia Murad, da minoria yazidi, perdeu a família, foi escrava sexual dos terroristas islâmicos, escapou e contou a história. Uma história que lhe valeu o prémio Nobel da Paz, no ano passado, mas o presidente americano desconhecia