Falta de alimentos e bloqueios nos portos são algumas das consequências do no deal e que se podem arrastar por mais de 6 meses. O governo britânico desvaloriza.