Sánchez e Casado trocam acusações após anúncio de novo ato eleitoral

O rei Felipe VI convocou eleições em Espanha para 10 de novembro, depois de ter ouvido os líderes partidários. O monarca chegou à conclusão de que não seria possível sair do impasse em que se encontra o Parlamento espanhol e optou por convocar nova ida às urnas - a quarta eleição nos últimos quatro anos.

Esta manhã, na primeira sessão do parlamento depois do anúncio, Pedro Sanchéz e Pablo Casado trocaram acusações. O líder dos socialistas culpou a oposição pelo bloqueio. Casado garantiu que o seu partido estará à altura das eleições.