Sentar-se fora de um banco em Veneza pode custar-lhe 500 euros

A proibição de se sentar fora dos bancos públicos já está em vigor na praça de São Marcos e na ponte Rialto, mas o autarca quer alargar a medida a todos os locais da cidade. O objetivo seria combater os problemas adjacentes à massificação do turismo naquele que é um dos mais populares destinos do mundo.