Suspeitos dos atentados de Barcelona eram pessoas "normais"

Em Ripoll, a localidade onde viviam alguns dos suspeitos, as autoridades acreditam ter encontrado um apartamento que servia de ponto de encontro entre os suspeitos e o antigo imã da localidade. Este líder religioso é apontado como responsável pela radicalização dos jovens que protagonizaram os atentados na Catalunha