O Ministério Público francês quer que a Air France seja julgada por causa do acidente que provocou a morte de 228 pessoas, em 2009. Os procuradores concluíram que a companhia aérea agiu de forma negligente e imprudente, ao não prestar informações e formação aos pilotos sobre os problemas que afetavam os Airbus A330, como o que se despenhou no Atlântico no voo entre o Rio de Janeiro e Paris