"Troca de palavras entre Biden e Putin traz à memória a Guerra Fria"

O presidente norte-americano Joe Biden e o presidente russo Vladimir Putin protagonizaram, esta semana, uma quase inédita troca de palavras, com o presidente americano a apelidar Putin de “assassino”. Paulo Portas lamentou o incidente, que diz fazer lembrar a Guerra Fria, e sublinha que é preciso haver alguns pontos de entendimento entre os dois chefes de Estado, sendo um deles o controlo do armamento nuclear.

 
Sobre "Global"