Venezuela: Maduro aumenta salário mínimo em 30%

O presidente venezuelano Nicolás Maduro anunciou o aumento do salário mínimo em 30%. Os aumentos contemplam ainda as pensões dos funcionários públicos e dos militares.

Em plena crise política, económica e social na Venezuela, as medidas decretadas por Nicolás Maduro estão a ser interpretadas como uma clara tentativa de impedir o afastamento da Presidência e reforçar os poderes face ao Parlamento dominado pela oposição ao chavismo.

O presidente beneficia a classe militar, ao fim de uma semana especialmente conturbada pelas pilhagens, num país a braços com a grave crise energética e de bens alimentares.

É já a segunda vez, este ano, que Maduro decreta aumentos: ainda há dois meses aumentou em 20% o salário mínimo. 

E, desde que chegou ao poder, há três anos, os salários foram aumentados 12 vezes.