Venezuela: pelo menos 10 mortos no dia das eleições

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, conseguiu que fosse eleita a Assembleia Constituinte, num dos dias mais sangrentos dos últimos meses. O próprio regime reconhece que 10 pessoas foram mortas nos confrontos entre a polícia e os manifestantes. A oposição boicotou as eleições, por acreditar que foram fraudulentas e promete continuar com os protestos na rua.