"Isto não é uma provocação aos professores, é uma declaração de guerra"

Reação de Mário Nogueira, da Fenprof, ao anúncio oficial de que o Governo aprovou apenas a recuperação de dois anos, nove meses e 18 dias do tempo de serviço, numa altura em que os docentes exigem o pagamento de nove anos, quatro meses e dois dias de serviço.