O grupo que detém as marcas Pingo Doce, Recheio e Hussel nunca pagou a taxa, criada em 2012, num montante que já ascende a mais de 20 milhões de euros de dívida. A Jerónimo Martins considera este imposto inconstitucional