Jordânia aceita libertar bombista suicida em troca de piloto

Estado Islâmico tem reféns jordano e japonês. Primeiro-ministro do Japão garante que está a trabalhar com Amã numa solução