Luanda Leaks: "investigação pode chegar a Manuel Vicente"

 

Carlos Rosado de Carvalho foi um dos jornalistas envolvidos na investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação que divulgou este domingo mais de 715 mil ficheiros, sob o nome de "Luanda Leaks", depois de analisar, ao longo de vários meses, 356 gigabytes de dados relativos aos negócios de Isabel dos Santos entre 1980 e 2018, que ajudam a reconstruir o caminho que levou a filha do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos a tornar-se a mulher mais rica de África.

Para o jornalista, é importante que "o combate seja alargado a outras pessoas que estiveram próximas da antiga presidência angolana", como o ex-líder da Sonangol, Manuel Vicente.

Sobre "Notícias"