Madeira: um «erro crasso» e «indesculpável»

CNE admite responsabilidade pela recontagem dos votos mal efetuada