Marcelo acha que ameaças dos sindicatos fazem parte do jogo

No 1.º de Maio, Presidente da República comentou ameaças das centrais sindicais de recurso a greves, considerando que são reivindicações normais em democracia