Marcelo e Costa desvalorizam previsões do Banco de Portugal

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, diz que "não vale a pena dramatizar" e o primeiro-ministro, António Costa, desvaloriza, defendendo que prefere "fatos a previsões". Foi assim que reagiram às previsões pouco otimistas traçadas hoje pelo Banco de Portugal para a economia portuguesa.