Medidas tomadas em Lisboa "não vão adiantar praticamente nada", diz virologista

Paulo Paixão, presidente da Sociedade Portuguesa de Virologia, considera que as medidas anunciadas esta quinta-feira para a Área Metropolitana de Lisboa "não vão adiantar muito". 

Defende, no entanto, que alguma coisa tinha de ser feita e que é "inevitável" a tomada de medidas mais graves.

Sobre "Notícias"