Milhares de migrantes vivem o desespero em Ceuta: "Só queremos um trabalho"

A saída foi fintar a morte. Cumprir o sonho, o de finalmente entrar na Europa à procura de um futuro. 

Mais de 10 mil migrantes atravessaram a fronteira de Marrocos e chegaram a Ceuta, por terra e por mar. Com um pé na Europa encontram-se, agora, numa situação limite que se torna desesperante. 

Muitos já foram repatriados ao país de origem. mas os que ainda estão no enclave espanhol, estão completamente sozinhos, sem dinheiro, só com a roupa que trazem no corpo. 

Contam com a ajuda da população para fazer uma refeição diária .

Uma reportagem de Carla Rodrigues, com imagem de Tiago Donato e edição de imagem de Carlota Paim. 

Sobre "Jornal das 8"